Avaliação do impacto potencial do uso e ocupação do solo nas bacias de captação dal bó, maestra, moschen e samuara: Estudo de Restrições Hidrológicas, Hidrogeológicas e Legais, Visando a Preservação de Mananciais Frente a Diferentes Cenários de Ocupação do Solo - SAMAE

EmpreendimentoClique para ver
O abastecimento público de água do município de Caxias do Sul depende diretamente de seus mananciais hídricos superficiais, visto que 98% da captação de água bruta é realizada através do represamento de arroios de baixa vazão. A Lei Municipal n° 2.452, de 21 de dezembro de 1978, disciplina o uso do solo para proteção dos mananciais, cursos d’água e reservatórios e demais recursos hídricos de interesse do município de Caxias do Sul. A fiscalização e o cumprimento da lei é atribuição do SAMAE. Os problemas de crescimento urbano, problemas sócio-econômicos e ambientais da cidade, são fatores que levaram a Administração Pública Municipal a compor um grupo de trabalho para rever a lei 2.452/78, considerando-se os aspectos ambientais e de compatibilidade legal. Inserido neste contexto, o trabalho técnico realizado consistiu na Avaliação do Impacto Potencial do Uso e Ocupação do Solo de quatro bacias de captação de água: Dal Bó, Maestra, Moschen e Samuara, situadas no município de Caxias do Sul
Serviços ExecutadosClique para ver
• Descrição das bacias hidrográficas
• Estudos hidrológicos
• Estudos hidrogeológicos
• Avaliação do impacto potencial de uso e ocupação do solo
• Cenarização da ocupação urbana nas bacias
• Indicação de alternativas tecnológicas para o uso e ocupação da bacia
• Indicações específicas para adequação da legislação e proteção dos mananciais hídricos