Auditoria Ambiental do Aterro Sanitário da Extrema - Porto Alegre - DMLU

EmpreendimentoClique para ver
De acordo com o projeto do Aterro da Extrema, sua capacidade foi calculada como sendo de 1.048.323 m³ (previsto para 400 t/dia e densidade após compactação de 0,7 t/m³). O final da operação do aterro se deu em Dezembro de 2002, sendo que o volume de resíduos sólidos depositados é de aproximadamente 1.100.000 m³. A auditoria do Aterro Sanitário da Extrema abrange o período compreendido entre o início de sua implantação, em novembro de 1995, até o final de sua operação, em dezembro de 2002.
Serviços ExecutadosClique para ver
• Apresentação das informações gerais da auditoria e unidade auditada
• Avaliação do EIA/RIMA do aterro sanitário da extrema
• Avaliação do Projeto, Implantação e Operação do Aterro
• Avaliação das condições geotécnicas do aterro
• Avaliação da existência e riscos associados a bolsões de gás
• Proposta de ações e considerações finais